Revista Eu Amo Caminhão: Projeto Eu Amo Caminhão retorna com novo fôlego e independência


Eu Amo Caminhão está de volta com diversas melhorias


O projeto Eu Amo Caminhão retorna com força total para beneficiar os usuários do principal modal de escoamento de produção: o transporte rodoviário de cargas, responsável por 65% de toda mercadoria que abastece o país. Em entrevista exclusiva, Roberto Nate, idealizador do projeto, conta sobre as novas vantagens, como a carteira digital e parceria com o Future Bank, um grupo de tecnologia de investimento que dará todo suporte para que o programa seja em nível nacional. Ele anuncia também a volta dos grandes eventos organizados pela marca e o lançamento de uma ferramenta, onde o empresário encontrará um guia com todas as informações necessárias para a garantia do seu sucesso.


Quais as novidades que o projeto Eu Amo Caminhão traz para o setor?

Com o fim do contrato de concessão da marca, a partir do dia 30 de maio, recuperamos a marca Eu Amo Caminhão que retoma com nova força, numa nova fase. Agora, transformamos esse projeto de benefícios numa carteira digital e fomos adquirido como startup pelo Future Bank, um grupo de tecnologia de investimento, que dará todo o suporte, fazendo com que o projeto passe de regional para nacional, de monetização dos sindicatos e de benefícios reais para as empresas.


O que quer dizer benefícios reais? Concretamente, qual a diferença do antigo para o atual projeto?

Quando eu digo benefícios reais é porque na versão passada, o projeto monetiza muitas partes. O objetivo principal é beneficiar a empresa e seu funcionário. Agora, dentro do projeto, vamos lançar uma série de benefícios para os funcionários da cadeia logística e transporte, teremos um sistema forte de cashback, que quanto mais se usa, mais se ganha. Abriremos linha de crédito para funcionários, iremos colocar financiamento para as empresas, permitindo efetuar o pagamento da folha de pessoal com antecipação, ou seja, crédito, um capital de giro. Teremos também tíquete refeição e/ou alimentação, pagamento de pedágios, de fretes, de diárias, planos odontológicos, de assistência de saúde, diversos tipos de seguros: da carga, do casco, do funcionário, do motorista, de vida, da propriedade privada, das empresas. É um serviço bem abrangente dentro do que consideramos valer a pena para o empresário, porque o que acontece hoje no mercado é que temos uma sequência de projetos sindicais, de associações e de federações que, na realidade, não dá o benefício real para o empresário, que não sente o dinheiro entrar ou sair menos do bolso.



A marca Eu Amo Caminhão promoveu eventos de extrema importância para o setor. Nesta nova fase, há previsão para a realização de algum evento?

Nós vamos fazer um preview de um grande evento para 2023. Vamos discutir, lógico, roubo de cargas. A gente vem com um gabarito para fazer isso, com uma bagagem muito grande pela criação dos projetos que eu mesmo fiz dentro do setor patronal: o Carga Segura e o Carga Blindada. Trouxemos essa bagagem para o Carga Inviolada, um projeto bastante significante no que tange a questão da vida, de quem está ali carregando aquela mercadoria, porque a carga mais valiosa na operação de transporte é a vida, é o ser humano. Por isso, iremos investir em treinamento, na capacitação do motorista através de uma plataforma.


Mas o que é essa plataforma? Como ela funciona?

A nossa plataforma está fechando uma grande parceria com uma empresa de gestão de risco e rastreamento, onde pretendemos ministrar cursos online 100% gratuitos para funcionários de empresas e, além disso, toda uma situação de apoio jurídico para essas empresas, que hoje pagam caro por um escritório de advocacia, e até mesmo ao próprio sindicato que diz fornecer aquela assessoria e no final o custo é muito elevado. Eu conheço bem da matéria por ter atuado muito tempo no setor patronal de carga e ter presenciado esta situação, que nada mais é do que um toma lá, dá cá. No nosso caso é diferente. Por ser uma plataforma 100% online, um aplicativo onde se tem diversas consultas grátis, com acordo de coletivo trabalhista pronto para a empresa baixar, sem taxa associativa. Nós temos o apoio da ANTCL, uma instituição fundada para levar ao transportador de carga a prestação de serviço, sem precisar gastar nada, porque o próprio ecossistema que criamos já remunera todo mundo.


Quais as outras vantagens que o empresário tem no aplicativo?

O empresário vai poder comprar pneu mais barato, abastecer a sua frota bem mais barato, ter dados estatísticos dentro do aplicativo, fazer negociações de carga de retorno, levar o seu funcionário a uma gama de benefícios, que vai atingir a sua família, porque o nosso projeto Eu Amo Caminhão está linkado com o projeto Eu Amo Caminhoneiro, onde a gente é leva esse contexto todo do setor de carga e transporte logístico do Brasil para dentro da família daquele caminhoneiro que está lá sentado ao volante, viajando o Brasil todo, com a sua família amparada. Então, o que o nosso aplicativo Eu Amo Caminhão pretende é entregar para as empresas uma melhor gestão, para que ela possa ter informações, produtos financeiros para, inclusive, socorrê-las no momento correto, através de uma conta digital sem custo, e assim ter condições para cumprir o que consta nas convenções coletivas de todo o Brasil, sem precisar amarrar a empresa ao grupo A ou B, uma obrigatoriedade de cumprir aquilo, quase uma escravidão, como acontece aqui no Rio de Janeiro. Nós trazemos descontos especiais na hora da renovação de frota. Também teremos na plataforma Ensino a Distância – EaD para ministrar cursos gratuitos e treinamento, inclusive, para o RH.



A plataforma atenderá todos os envolvidos no setor de transporte rodoviário de cargas?

É basicamente um produto para o empresário de transporte de carga, para o funcionário de empresas de transportes de carga e para toda a cadeia logística, onde a gente vai levar até o transportador de carga, o operador logístico uma segurança de uma ferramenta que ao acessar, terá informações precisas do que realmente necessita para ele poder operar com segurança, com austeridade, porque existe todo um cuidado da nossa equipe em trazer, realmente, economia. Não vamos tratar a questão política na nossa ferramenta. Não somos uma entidade sindical, somos uma ferramenta para o empresário, para o transportador de carga, onde ele vai encontrar um guia com todas as informações necessárias para o seu sucesso.


Fonte: Revista Eu Amo Caminhão

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo