Linha de montagem da Iveco consegue produzir mais de 120 versões de caminhões entre 9 e 74 toneladas



A linha de montagem da Iveco, em Sete Lagoas-MG, é responsável pela produção de uma linha completa de veículos, entre o semi-leve Daily, até o extra-pesado Hi-Way, que conta com o motor FPT Cursor 13, de 560 cavalos de potência, e tem capacidade para rebocar composições de até 74 toneladas de PBTC.


Apesar de ser difícil de saber a quantidade de componentes usados na montagem de cada veículo, por serem toneladas de peças de aço, borracha e plástico, com milhares de parafusos e quilômetros de fios, cada peça precisa ser instalada na hora certa na linha de montagem.


“A fábrica da Iveco em Sete Lagoas é exemplo mundial de eficiência, pelo seu alto nível de flexibilidade produtiva, e conta com um sistema integrado que garante que cada peça chega ao seu ponto de montagem por meio de carrinhos robotizados e identificados, o que permite um sincronismo perfeito facilitando a operação e garantindo a qualidade de montagem com a peça correta, conforme a especificação do veículo”, disse Anderson Moreira, especialista da montadora para linha pesada.


Entre os modelos, muitas peças são compartilhadas, garantindo uma melhor eficiência, redução de custos e, como consequência, facilita a operação de montagem.



Após a venda, o veículo precisará passar pelas manutenções preventivas e eventualmente, as corretivas, por isso, a montadora realiza a capacitação dos técnicos dos concessionários, para poderem desmontar e montar os veículos realizando as operações de manutenção e diagnóstico de possíveis falhas.


Além do treinamento, a montadora tem uma ampla gama de documentos, que são enviados para a rede de concessionários, com atualizações de informações dos procedimentos de manutenção de cada veículo, sempre que necessário.


“Outro meio que a Iveco está utilizando no momento, para contornar as limitações de descolamento dos técnicos, é a realização de treinamentos por meio de uma plataforma digital. Com isso, podemos sempre estar conectados juntamente com os mecânicos da rede, para abordar quaisquer assuntos e esclarecer dúvidas sobre manutenção ou substituição de componentes”, disse Anderson.


Fonte: Blog do Caminhoneiro


#euamocaminhao #euamocaminhoneiro #fecamrj #riodejaneiro #rj #caminhoneiro #caminhao #setortrc #transporterodoviariodecarga #rodovias #transporte #setordetransporte

0 visualização0 comentário